VALE ESPERAR - PEUGEOT 2008

Para demonstrar capacidade off-road, a Peugeot elevou a suspensão em 2,5 cm e equipou o 2008 com um dispositivo de controle de torque. Batizado de Grip Control, ele nada mais é que um gerenciador eletrônico que age quando uma das rodas de tração (dianteira) perde aderência.

Assim como o EcoSport derivou do Fiesta, o 2008 foi desenvolvido para ser feito no Brasil a partir do 208. Mas o Peugeot guarda maior semelhança com seu par. Vistos de frente, a principal diferença entre eles são os faróis (os do 2008 são mais finos, esticados e com um recorte na base). De lado, o 2008 é 20 cm mais longo e 10 cm mais alto. Por dentro, o painel é o mesmo. Mas o espaço interno aumentou, principalmente para quem viaja atrás.

A unidade avaliada tinha motor 1.6 VTi de 120 cv que se mostrou muito suave e progressivo. Mas, por aqui, ele terá os motores flex que já equipam o 208: o 1.5 de 93 cv e o 1.6 16V de 122 cv, com opção de câmbio manual de cinco marchas e automático de quatro. Além desses, existe a possibilidade da inclusão de um novo motor 1.2 de três cilindros, com 82 cv na versão aspirada e 110 cv na turbo. Combinando motores, câmbios e equipamentos, a Peugeot teria portfólio para enfrentar a concorrência em todas as faixas de mercado. O preço do 2008 não está definido, mas revendedores da marca acreditam que ele vai se posicionar na trilha aberta pelo EcoSport, ou seja, de R$ 58 000 a R$ 70 000 reais. O 2008 será mostrado no Salão de São Paulo e chega às lojas no segundo trimestre de 2015.

  • Fonte: REVISTA QUATRO RODAS /
  • Autor: PAULO CAMPO GRANDE, PÉRICLES MALHEIROS E ULISSES CAVALCANTE /
  • Data: 05 agosto 2014
COMPARTILHE
NAS REDES SOCIAIS

MAIS NOTÍCIAS