VALE ESPERAR - HONDA CIVIC SI

A Honda do Brasil ainda não sabe exatamente como ela será. "Podemos simplesmente importar o modelo americano, com carroceria cupê, ou montar um Si localmente, tomando por base uma carroceria sedã", diz uma fonte ligada à marca. Esta seria uma repetição da estratégia adotada na geração anterior, quando tivemos um Si produzido em Sumaré (SP) utilizando a carroceria nacional, mas recheada de componentes importados.

Se ele exige adaptação na linha de montagem, vende pouco e o lucro é reduzido, por que o Si voltará? "Ter um esportivo do seu calibre faz bem à imagem da marca. Além disso, é mais um forte tempero de jovialidade sobre o nome Civic, o que acaba atingindo positivamente o resto da gama", diz nossa fonte. Cupê ou sedã, o Si chegará com um motor 2.4 aspirado de 205 cv e câmbio manual de seis marchas. Ele terá sistema i-VTEC de variação de fase do eixo de comando de válvulas, que garante excepcional elasticidade - a faixa vermelha do conta-giros se inicia a 7 000 rpm. Essa é a principal arma do Honda na disputa com seu arquirrival, o Golf GTI, que segue receita diferente: motor turbo de 220 cv e câmbio DSG de seis marchas. Ainda não está confirmado, mas há uma boa chance de o Si estar no Salão do Automóvel de São Paulo, no fim de outubro.

  • Fonte: REVISTA QUATRO RODAS /
  • Autor: PAULO CAMPO GRANDE, PÉRICLES MALHEIROS E ULISSES CAVALCANTE /
  • Data: 15 agosto 2014
COMPARTILHE
NAS REDES SOCIAIS

MAIS NOTÍCIAS