TROLLER T4

Quem observá-lo com mais calma também encontrará semelhanças com outros veículos fora-de-estrada, em especial o Land Rover DC100, carro-conceito que servirá de base para o novo Defender. Mas se o design ficou mais refinado, sua capacidade fora-de-estrada continua fora do comum, mesmo com a adoção de pneus de uso mito no lugar dos conjuntos de uso misto - que fazem parte de uma lista de 130 acessórios oferecidos de fábrica. A capacidade de passar por áreas alagadas continua em ótimos 80 centímetros.

A vida a bordo também melhorou. O interior deixou de lado o acabamento rústico até demais. Saem de cena as peças vindas de modelos populares, como as saídas de ar-condicionado do Fiesta Rocam, e entram componentes da nova Ranger, incluindo quadro de instrumentos, manopla do câmbio e controles de ventilação. O arcaico santantonio que atrapalhava (e colocava em risco) a vida dos passageiros de trás agora fica dentro do revestimento do teto.
Da picape Ford também veio o motor 3.2 Dutatorq movido a diesel, que entrega 200 cv a 3.000 rpm e torque máximo de 47,9 mkgf entre 1.750 e 2.500 rpm, e a transmissão manual de seis velocidades. Segundo números fornecidos pela Ford, o T4 faz 9,8 km/l na cidade e 12,3 km/l na estrada.

A lista de equipamentos de série inclui ar-condicionado digital bizona, freios com sistema anti-travamento (ABS) com distribuição de frenagem (EBD), tração eletrônica nas quatro rodas com reduzida (e acionamento por meio de um botão), coluna de direção com ajuste de altura, computador de bordo e diferencial traseiro autoblocante. Só faltou o airbag duplo frontal, graças a uma brecha na atual legislação que dispensam os veículos off-road de oferecer o item.

A Troller - ou melhor, a Ford - ainda não divulgou os preços do novo T4, mas o valor estimado gira entre R$ 110 mil e R$ 115 mil.

  • Fonte: REVISTA QUATRO RODAS /
  • Autor: VITOR MATSUBARA /
  • Data: 26 junho 2014
COMPARTILHE
NAS REDES SOCIAIS

MAIS NOTÍCIAS