TESLA ENFIM COMEÇARÁ A FAZER ELÉTRICO "POPULAR" PARA VENDER MILHÕES

Investidores, clientes e fãs da Tesla receberam uma notícia muito aguardada sobre o cronograma do Model 3, sedã elétrico com traços de cupê e fastback, porte compacto-médio e preço mais acessível que deve, enfim, popularizar a marca mundialmente e, em especial, no mercado americano.

O diretor-executivo da companhia, Elon Musk, anunciou que o modelo, vital para a empresa, recebeu todas as aprovações regulatórias necessárias para a produção duas semanas antes do esperado. "Esperamos concluir o primeiro carro na sexta-feira (7)", escreveu Musk em sua conta no Twitter.

Segundo Musk, a empresa realizará uma festa de entrega para os 30 primeiros clientes do Model 3 em 28 de julho, disse ele, em outra publicação. A meta é produzir 100 unidades em agosto, 1.500 em setembro e acelerar o ritmo para chegar a 20 mil exemplares por mês em dezembro.

A expectativa era mesmo que a produção do Model 3, o carro mais barato da empresa até o momento, começasse em julho, mas houve poucas novidades a respeito do avanço dos preparativos na fábrica de Fremont, na Califórnia.

Quando um seguidor do CEO no Twitter pediu na semana passada a ele que "por favor, tenha piedade" e dê mais informações sobre o lançamento, Musk respondeu enigmaticamente que daria "notícias no domingo".

Um elétrico para as massas

Um exemplo de como o Model 3 é importante para expandir as operações da Tesla são as projeções para os próximos anos. Se a empresa entregou 25.051 veículos no primeiro trimestre deste ano (o que perfaz pouco mais de 100 mil na média anual), a expectativa para 2018 é produzir 500 mil carros, atingindo 1 milhão anualmente em 2020.

Atualmente a marca fabrica dois modelos totalmente elétricos: o sedã Model S e o SUV Model X. O Model 3, que deverá partir de US$ 35.000 (sem contar opcionais e incentivos), é o resultado de 15 anos de busca da Tesla para atingir o mercado de massa.

Desde a revelação do Model 3, em março do ano passado, a Tesla já recebeu pelo menos 373 mil pessoas pagaram sinais de US$ 1.000 pela reserva do veículo. Para Jon McNeill, presidente de vendas e serviços globais da fabricante, os usuários do modelo "têm estilo jovem e urbano".

Até aqui neste ano as ações da Tesla já valorizaram cerca de 69% nas bolsas americanas, unicamente por conta da expectativa quanto à chegada do Model 3.

  • Fonte: UOL CARROS /
  • Autor: REDAÇÃO /
  • Data: 03 julho 2017
COMPARTILHE
NAS REDES SOCIAIS

MAIS NOTÍCIAS