SUPERESPORTIVO HÍBRIDO ICONA VULCANO ENTREGA 963 CV

Assinado por grandes nomes do mercado automobilístico, como Samuel Chaffart (designer que já trabalhou para Nissan e Jaguar) e Claudio Lombardi (responsável pelo sistema de transmissão e que já atuou na escuderia de Fórmula 1 Ferrari), o Icona Vulcano é um híbrido que promete alto desempenho. Apesar de estar prevista a produção de apenas uma unidade, foram desenvolvidas duas combinações de sistema de propulsão. Uma delas é chamada de H-Turismo e leva um bloco V12, que gera 801 cv de potência, associado a um elétrico de 162 cv. Essa combinação é acoplada a um câmbio automático e faz com que o Vulcano chegue a 100 km/h em 3 segundos e a 200 km/h em 9,2 s, com velocidade máxima de 349 km/h. Com esse motor, o Vulcano tem números bem próximos aos da nova Ferrari LaFerrari. A potência total é a mesma, 963 cv, enquanto a velocidade máxima fica apenas 1 km/h abaixo da divulgada pela marca italiana.
A outra alternativa é a versão H-Competizione, que, além de equipada com propulsor V6 biturbo de 557 cv, conta com dois motores elétricos de 162 cv - cada um impulsiona um dos eixos, fazendo com que essa versão tenha tração integral. Nessa configuração o Vulcano chega a 100 km/h em 2,9 s e a 200 km/h em 8,9 s, porém mantém a máxima de 349 km/h. O superesportivo ainda tem capacidade de percorrer pequenos trechos sem o auxílio do propulsor a combustão.
O Vulcano mede 4,45 m de comprimento e 1,94 m de largura. Seu peso é de 1.595 kg. Estima-se que quem estiver interessado em comprar a única unidade do Icona Vulcano terá que desembolsar cerca de R$ 5,2 milhões (US$ 2,6 milhões, na cotação atual e sem taxas).

  • Fonte: AUTO ESPORTE /
  • Autor: AUTO ESPORTE /
  • Data: 23 abril 2013
COMPARTILHE
NAS REDES SOCIAIS

MAIS NOTÍCIAS