RENAULT SANDERO STEPWAY RIP CURL

Confiante, a marca estima que 30% dos Stepway vendidos enquanto a série estiver à venda sejam da nova versão. Baseada na configuração de entrada do Stepway "normal", a série limitada traz ar-condicionado, direção hidráulica, som com entradas auxiliar e USB e viva-voz Bluetooth, vidros elétricos (apenas na dianteira), computador de bordo, rodas de liga leve aro 16 e travas elétricas.
Mas são os itens de personalização que diferenciam o Rip Curl. Maçanetas, capas dos retrovisores externos e barras longitudinais de teto têm pintura cinza num tom que imita inox. Na cabine, são os detalhes vermelhos que chamam a atenção. Eles estão nas saídas de ventilação e no quadro de instrumentos, que leva ainda a assinatura da famosa marca internacional de artigos para a prática do surfe. Diferente do que se poderia imaginar, os bancos são revestidos de tecido comum em vez de neoprene, o mesmo material impermeável das roupas dos surfistas. A Peugeot, aliás, prepara para junho a volta da série especial Quiksilver, do 207. Com a mesma proposta do Rip Curl, mas com mais equipamentos de série, como o teto solar elétrico.
De acordo com a Renault, a compra avulsa dos acessórios do Rip Curl significaria um acréscimo de 1200 reais ao preço final, mas a diferença entre eles é de apenas 500 reais - 43490 ante 43 990 reais.
A cor branca, vetada do catálogo do Stepway, está disponível para o Rip Curl. As pinturas metálicas são o único opcional da série especial.
Mecanicamente, tudo igual. A suspensão alta passa a sensação de robustez, e a direção é pesada nas manobras. O motor 1.6 16V flex de 112/107 cv é esperto, mas bebe muito

  • Fonte: Revista Quatro Rodas /
  • Autor: Revista Quatro Rodas /
  • Data: 13 julho 2012
COMPARTILHE
NAS REDES SOCIAIS

MAIS NOTÍCIAS