MERCEDES-BENZ CLASSE A TOMOU CHÁ DE REJUVENESCIMENTO

O banho de rejuvenescimento do Classe A coube ao designer Mark Fetherston, que tem no currículo o desenho do superesportivo da marca, o SLS AMG. Isso ajuda a explicar o porquê de tanta esportividade no design do novo Classe A. Por fora, spoilers, saias laterais e aerofólio traseiro compõem o visual. No interior, saídas da ventilação que lembram turbinas, bancos com formato concha e volante multifuncional com três aros reforçam a pegada jovem.

Enquanto o antigo não despertava a atenção nem da fofoqueira do bairro debruçada na janela, o novo vai fazer um time de modelos retocar a maquiagem e abrir o sorriso só para vê-lo passar. Até os carros da concorrência (Audi A3 e BMW Série 1) vão piscar os faróis para o hatch.

O design arrojado ainda ajudou a baixar o índice de arrasto do Classe A (Cx de 0,27). O menor entre os rivais. O resultado ajudou a reduzir o nível de ruído e melhorar o consumo de combustível, revela a Mercedes. Já as dimensões estão na média do segmento. O Classe A tem 4,29 metros de comprimento, 1,43 m na altura e um entre-eixos de 2,69 m (mesma medida do Classe B). Por conta do túnel central alto, o hatch acomoda com conforto apenas quatro pessoas.

Versões e preços

A Mercedes escolheu fazer a estreia do Classe A no país com apenas duas versões: Style (R$ 99.900) e Urban (R$ 109.900). Valor bem acima do pedido pelo BMW Série 1 de entrada, o 116i (R$ 89.950).

Entre os equipamentos presentes no Classe A destaque para os voltados para a segurança. Desde a versão básica, o Classe A traz sete airbags (incluindo um para os joelhos do motorista); freios ABS, controle eletrônico de estabilidade (ESP), distribuição eletrônica da força de frenagem (EBD), assistente Steer Control, tração eletrônica em cada roda (ETS) e função Hold (evita que o carro desça numa ladeira). Até o alerta de sonolência do condutor, que estreou no Classe E, está presente no Classe A.

O Classe A 200 Turbo Style traz ainda entre os seus equipamentos rodas aro 16, bancos revestidos em couro sintético e tecido, direção elétrica, ar-condicionado, volante multifuncional com trocas de marcha por borboletas e a função Start/Stop (que desliga o motor sempre o carro para).

Porém a versão que deve representar 80% das vendas será a A200 Turbo Urban. Entre os equipamentos exclusivos estão: rodas aro 17, faróis bi xênon, saídas de escapamento duplo e luzes diurnas em LED.

Um dos pontos negativos é a tela multimídia, que tem apenas 5,8 polegadas de tamanho (menor, por exemplo, que a utilizada no novo Peugeot 208) e não traz a função GPS. Além disso, a grande moldura da tela lembra a de retratos antigos e não remete à modernidade do carro.

Primeira voltaO propulsor do novo Classe A, independente da versão, é um 1.6 turbo com injeção direta de combustível (gasolina) que rende até 156 cv. É menos que o 2.0TSI e seus 200 cv do Jetta Highline, que sai por R$ 86.290, mas dá conta do recado no Classe A.

As acelerações são vigorosas e as retomadas, mesmo rodando próximo dos 100 km/h, são ágeis. Segundo a marca, a velocidade máxima do Classe A é de 224 km/h, já a aceleração de 0 a 100km/h é feita em 8,3 s.

O nosso primeiro contato com o Classe A aconteceu entre São Paulo e Porto Feliz, no interior. O resumo é que o hatch gosta de rodar rápido. O modelo tem a desenvoltura dos AMG para contornar curvas, aliado a uma posição de guiar baixa (lembra a do BMW Série 1) e bancos concha bem confortáveis. A princípio causa estranheza o para-brisa pequeno e bem inclinado, mas bastam alguns minutos para se acostumar.

O isolamento acústico da cabine também é exemplar. Pouco se houve do motor ou qualquer outro acontecimento do lado de fora. Na versão testada, porém, havia um barulho vindo da regulagem do cinto de segurança na coluna B. Talvez, só notado porque o resto era puro silêncio.
Ficha técnica MB Classe A

MECÂNICA: A 200 Turbo Style/ Urban
Motor Transversal, 1.595 cm³, turbo, injeção direta de combustível, qutro cilindros em linha, gasolina
Potência máxima 156 cv a 5.300 rpm
Torque máximo 25,4 kgf.m entre 1.200 e 4.000 rpm
Transmissão Automático, dupla embreagem, 7 marchas
Suspensão Dianteira: tipo McPherson. Traseira: 4-Link
Freios Disco nas quatro rodas com ABS e EBD
Pneus 205/55 R16 (Style) e 225/45 R17 (Urban)
DIMENSÕES:
Altura (mm) 1.433
Largura (mm) 1.780
Comprimento (mm) 4.292
Distância entre-eixos (mm) 2.699
Porta-Malas 341 litros
Tanque (L) 50
DESEMPENHO:
Aceleração de 0 a 100 km/h 8,3 segundos
Velocidade máxima 214 km/h
Fonte: Mercedes-Benz

  • Fonte: REVISTA QUATRO RODAS /
  • Autor: REVISTA QUATRO RODAS /
  • Data: 09 abril 2013
COMPARTILHE
NAS REDES SOCIAIS

MAIS NOTÍCIAS