KIA ABRE FÁBRICA VERDE NO MÉXICO, QUE VAI ENTREGAR RIO PARA O BRASIL

Com investimentos de quase US$ 3 bilhões (cerca de R$ 11 bilhões), a unidade foi planejada para ser a maior da empresa no mundo e também a mais "verde", ao mesmo tempo em que vai entregar 10% de toda a produção global da Kia, incluindo a exportação do compacto Rio para o Brasil a partir de 2016.

Conforme UOL Carros adiantou, as configurações hatchback e sedã do Rio chegarão a partir de junho de 2016 para aproveitar o gancho das Olimpíadas e encarar modelos na faixa de R$ 45 a R$ 65 mil. É o caso de Ford Fiesta, Citroën C3, Peugeot 208 e versões mais caras de Renault Sandero, Volkswagen Fox e Hyundai HB20 -- com quem, aliás, vai compartilhar o motor 1.6 Flex de com 128 cv e 16,5 kgfm de torque (com etanol) e câmbio de seis marchas (manual ou automático).

Kia verde
Apesar da importância para o Brasil, a unidade do México será representativa para a Kia, sobretudo, por conta da entrega do sedã Forte (conhecido em nosso país como Cerato) para o mercado norte-americano, que responderá por 60% da demanda da fábrica. O objetivo é entregar 300 mil unidades ao ano, boa parte do Cerato.

Da produção restante, 20% das unidades ficam no México, enquanto outros 20% correspondem à entrega para o restante da América Latina e Brasil.

Com 4 mil empregados imediatos (a Kia fala em gerar 14 mil empregos diretos e 65 mil indiretos no longo prazo), a unidade de Pesquería terá sistemas de conservação de energia (todo o sistema de iluminação usa LEDs, mais econômicos e duráveis), tratamento da água e fluidos utilizados (evitando a contaminação de solo nos arredores e do rio Pesquería). A fábrica também gera parte de sua eletricidade através de coleta de energia solar.

  • Fonte: UOL CARROS /
  • Autor: REDAÇÃO /
  • Data: 24 novembro 2015
COMPARTILHE
NAS REDES SOCIAIS

MAIS NOTÍCIAS