HONDA APRESENTA TERCEIRA GERAÇÃO DO MONOVOLUME FIT

No visual, o novo Fit ganhou linhas mais marcantes. A dianteira é marcada pelo amplo conjunto de faróis (agora horizontais e afilados) e grade, semelhante ao encontrado em outros modelos da montadora japonesa, com para-choque com formato agressivo. A lateral traz como destaque um vinco que percorre a área das maçanetas, dando uma linha de cintura mais alta ao carro.A traseira do Honda recebeu novas lanternas verticais, que invadem a área do vidro. Logo abaixo há um filete cromado com o “H” do fabricante no centro. O para-choque traseiro repete a mesma solução encontrada na peça dianteira. O interior também mudou para melhor, apesar de preservar suas formas mais conservadoras, com console central voltado para o motorista e melhor ergonomia. As medidas foram mantidas, com exceção do entre-eixos, que cresceu cerca de 5 cm.

De acordo com a própria Honda, uma das fontes de inspiração para o desenvolvimento do novo Fit foi o hatch compacto Polo, da Volkswagen. Tal inspiração pode ser confirmada na nova posição de dirigir do automóvel, que segundo jornalistas especializados que guiaram o modelo no lançamento está mais baixa, aumentando a sensação de “esportividade” do modelo. A estabilidade também foi melhorada.Além de todas essas mudanças e melhorias, a Honda irá apostar nas versões híbridas. Segundo a marca, em comparação com a segunda geração, o novo Fit híbrido está cerca de 35% mais eficiente, com um consumo médio de cerca de 36,4 quilômetros por litro.

Na gama da marca, o novo Fit 2014 é o responsável por estrar o novo sistema inteligente SPORT Hybrid de dupla embreagem (i-DCD), que conta com um motor elétrico de potência elevada e bateria de íon de lítio. Trata-se de uma nova tecnologia de propulsão da empresa para modelos de pequeno porte, que chega para ocupar o lugar do atual sistema híbrido IMA.O motor 1.5 litros Atkinson de quatro cilindros desenvolve até 135 cavalos de potência e 17,3 kgfm de torque, associado a uma transmissão de dupla embreagem e sete velocidades. O monovolume (lá fora considerado como hatch) agora traz três modos de condução: o EV Drive, que usa apenas o motor elétrico, o Hybrid Drive, que opera tanto com o motor a gasolina como com o elétrico, e o Engine Drive, que usa apenas o propulsor movido a gasolina. O 0 a 100 km/h é feito em 10,2 segundos.

Além do 1.5 híbrido, que estará disponível também com câmbio manual de seis velocidades, o novo Honda Fit será oferecido com um motor 1.3 litros com 100 cv e 12,2 kgfm de torque, acoplado a uma transmissão automática do tipo CVT, e um 1.5 a gasolina com câmbio manual também com seis marchas. Na Europa e na Índia haverá um bloco a diesel, porém, ainda não divulgado pela fabricante.

  • Fonte: NOTICIAS AUTOMOTIVAS /
  • Autor: LEONARDO ANDRADE /
  • Data: 19 julho 2013
COMPARTILHE
NAS REDES SOCIAIS

MAIS NOTÍCIAS