Faça em casa: checagem preventiva do veículo

Feriados prolongados são ocasiões ideais para pegar o carro e cair na estrada. Mas antes de iniciar a viagem é preciso conferir se está tudo em ordem com o seu veículo, evitando riscos e imprevistos ao longo do caminho.

E se você não sabe por onde começar a verificação, não se preocupe. Preparamos um passo a passo de como fazer uma checagem rápida na garagem de casa. Como se trata de um check-list simples, mesmo quem não tem conhecimento sobre o universo automotivo é capaz de executar a verificação. Antes é preciso ressaltar que esta verificação não anula a necessidade de uma visita à oficina para um diagnóstico mais preciso. Confira a seguir as dicas.

Conferida nos cintos

Componente individual e fundamental a todos os ocupantes do veículo, os cintos de segurança dianteiros e traseiros devem ser inspecionados. Dê uma olhada nas tiras e se certifique que elas não tenham rupturas, fios soltos ou qualquer característica que possa vir a prejudicar a eficiência do componente. Teste também a colocação e soltura do cinto para saber se a trava libera-o facilmente. É importante mencionar que, após uma colisão forte todo o conjunto composto do fecho, retrator e cinto deve ser substituído.

Uma olhada nos pneus

Este quarteto merece atenção, que neste caso significa calibragem. A pressão ideal dos pneus está contida no manual do veículo. É importante frisar que existem recomendações para quando o carro estiver com ou sem carga. Calibrá-los leva apenas alguns minutos e evita diversos prejuízos, inclusive no bolso. Isso porque pneu com calibragem baixa eleva o consumo de combustível, ocasiona desgaste prematuro e irregular, além de deixá-lo mais suscetível a avarias. Já a situação inversa, ou seja, quando com calibração acima do recomendado, causa desconforto aos ocupantes, além de gerar também desgaste irregular. Não se esqueça de checar o estepe e calibrá-lo.

Checagem das luzes

Faça um teste para conferir se todas as luzes estão funcionando. Ligue os faróis dianteiros e veja se estão regulados adequadamente. Lanterna traseira, luzes de freios, setas e pisca-alerta também devem ser colocadas à prova. Lâmpadas queimadas podem ocasionar multas, além de prejudicar a sinalização e, por consequência, gerar acidentes.

Levantando o capô

Basta uma olhada sob o capô para fazer a checagem de vários itens de uma só vez. Ressaltando que estas verificações devem ser feitas com o motor frio, a fim de evitar alterações de níveis e queimaduras ao encostar em partes quentes. Comece conferindo a quantidade de água no radiador (o reservatório tem indicação de mínino e máximo). A orientação é que a água fique na marca máxima. A falta de água pode acarretar em aquecimento do motor. Outra ação simples é completar a água utilizada no reservatório do pára-brisa.

Já a verificação do óleo se faz ao retirar a vareta, que já contem a indicação de nível. Mesmo que o óleo não esteja abaixo da marca é importante consultar o manual do veículo e checar o período de troca recomendado pela fabricante. Lá também se encontra a especificação de óleo que deve ser utilizada. Para veículos flex há mais uma tarefa: olhar o nível de combustível no reservatório de partida a frio.

Itens de segurança

Depois de fazer toda a revisão não deixe de conferir se o macaco, triângulo e chave de roda estão a bordo. Teste cada um dos itens para ver se estão funcionando adequadamente. Outra ação importante é dar uma olhada na validade do extintor de incêndio.

  • Fonte: Carsale /
  • Autor: Larissa Florencio /
  • Data: 06 setembro 2012
COMPARTILHE
NAS REDES SOCIAIS

MAIS NOTÍCIAS