Chevrolet anuncia chegada da nova geração do lendário Corvette Stingray

Ainda na traseira há quatro saídas de escape. Além disso, o novo Chevrolet Corvette C7 Stingray deixou de lado as janelas laterais traseiras, que nos modelos anteriores faziam junção com vidro traseiro, para se unir com o vidro presente nas portas, remetendo a primeira versão do automóvel mitológico, o que confere um visual mais bem alinhado aos lançamentos recentes da área dos veículos esportivos. A parte dianteira do novo Corvette Stingray revela linhas também mais modernas e mais agressivas que a da sexta geração, com direito a vincos por todos os lados do capô, que traz uma entrada de ar na parte central, e faróis com detalhes em LEDs, mais espichados para a parte superior do carro, remetendo ao SRT Viper.No interior, o bólido americano revela evolução ainda maior em comparação com a geração anterior, que trazia uma cabine com desenho tanto quanto simples. O interior do Corvette C7 Stingray evoluiu em todos os aspectos, ganhando linhas mais modernas no painel, que assim como em outras partes do habitáculo, traz acabamento em fibra de carbono, alumínio e couro. O console central, agora voltado para o motorista, traz uma tela sensível ao toque de oito polegadas, e na parte inferior apresenta uma divisão maior em relação ao banco do motorista e do passageiro, fazendo com que o apoio de braço fique quase que na mesma altura do local de onde se posiciona a alavanca de câmbio e o freio de estacionamento, agora elétrico. O quadro de instrumentos, por sua vez, traz no centro uma tela digital, que exibe tanto as informações do computador de bordo como o conta-giros, enquanto o velocímetro, por exemplo, é analógico.

Na parte mecânica, o novo Corvette traz um chassi fabricado em alumínio, com peso 45 quilos mais leve e mais rígido, fibra de carbono no capô e no teto e painéis de fibra de vidro mais leves, com um composto de nano de carbono, resultando em um peso final da categoria de 17 kg menor, independente da versão do Chevrolet. Além disso, os controles eletrônicos do carro ganharam novos ajustes e agora trabalha em sintonia com um diferencial autoblocante, controlado eletronicamente.O motor que equipa o novo carro é o novo V8 de 6.2 litros pushrod, fabricado em alumínio, com injeção direta de combustível, capaz de entregar 456 cavalos de potência e 62,2 kgfm de torque. Este novo bloco traz uma tecnologia que desativa quatro cilindros em situações em que a potência do propulsor é menos requisitada, para apresentar uma melhora no consumo de combustível, e é 57% mais leve que o motor anterior do carro. De acordo com o fabricante, com esta mecânica, o Corvette Stingray sai da inércia e atinge os 100 km/h em menos de quatro segundos, com velocidade limitada entre 300 km/h e 350 km/h. O consumo ficará na casa dos 11 quilômetros por litro.

A transmissão, agora posicionada entre os encostos dos bancos (melhorando a distribuição de peso, que segundo a GM é de 50/50, ou seja, o mesmo peso na dianteira e na traseira). Estarão à disposição do cliente dois tipos de transmissão: a automática de seis velocidades e a manual Tremec de sete marchas, esta disponível pela primeira vez na gama do carro. A suspensão também ganhou mudanças, agora com um conjunto mais leve, resistente e largo, o que aumenta a estabilidade em curvas, que pode vir equipada com amortecedores ajustáveis da Magneride de terceira geração, oferecido como opcional. Há ainda um botão seletor que altera doze características do carro, para ajustar o estilo de condução.

  • Fonte: Notícias Automotivas /
  • Autor: Notícias Automotivas /
  • Data: 14 janeiro 2013
COMPARTILHE
NAS REDES SOCIAIS

MAIS NOTÍCIAS