CHEVROLET AGILE 2014

Sua primeira reestilização corrige o calcanhar de aquiles do modelo: tanto faróis quanto grade ficaram menores, harmonizando melhor com o resto do carro. O para-choque também mudou: em vez dos traços retilíneos, contornos suaves e pintura preta em algumas partes para dar a ilusão do veículo estar mais próximo do solo. Na traseira, apenas uma nova disposição de luzes nas lanternas e um para-choque redesenhado, com um borrachão na parte central e luzes refletivas nas extremidades.

O interior, alvo de críticas por seu acabamento simples, ganhou novo volante multifuncional com base achatada, que agrupa os comandos de som, telefone e piloto automático. O painel de instrumentos tem novo grafismo e os revestimentos de bancos e portas são novos. Apesar das mudanças, ainda não foi desta vez que o Agile ganhou o prático sistema MyLink, lançado na linha GM pelo Onix e hoje presente em outros modelos da linha, como Cruze, Spin e Cobalt.

Mecanicamente, (quase) nada mudou. Se o motor é o mesmo 1.4 flex com até 102 cv a 6.000 rpm, o carro ganhou uma nova caixa manual de cinco marchas. Na versão LTZ (a única disponível) com câmbio automatizado Easytronic, há borboletas atrás do volante para as trocas de marcha. A lista de equipamentos de série do Agile 2014 inclui ar-condicionado, direção hidráulica, airbag duplo frontal, freios ABS com EBD, piloto automático, rodas de liga leve, acendimento automático dos faróis, computador de bordo, chave do tipo canivete, rádio CD Player com reprodução de arquivos em MP3, entrada auxiliar, reconhecimento de voz, entrada USB e Bluetooth.

Os preços do Agile 2014 começam em 42.990 reais na versão LTZ manual, sendo que o câmbio Easytronic eleva o preço em 2.500 reais - indo para 45.490 reais. Quem escolher o Agile Effect precisará desembolsar 44.940 reais com a caixa manual e 47.440 reais com a caixa automatizada.

  • Fonte: REVISTA QUATRO RODAS /
  • Autor: VITOR MATSUBARA /
  • Data: 10 outubro 2013
COMPARTILHE
NAS REDES SOCIAIS

MAIS NOTÍCIAS