BMW reforça interesse de sediar fábrica em SC

“O nosso foco não é apenas nos incentivos fiscais, algo que acaba se tornando um detalhe. Estamos de olho na infra-estrutura portuária, das estradas e na capacidade de atendimento da rede de matérias-primas e fornecedores de autopeças. Sendo assim, Santa Catarina é um dos fortes candidatos e é provável que a região norte seja escolhida”, disse o executivo na época (leia a entrevista completa aqui).

Agora reforçando essa decisão, o chefão do BMW Group Brasil participou de um encontro entre empresários e políticos catarinenses na semana passada. Na ocasião, Henning ofereceu uma palestra aos presentes falando sobre estratégias socioambientais da montadora, questões de pesquisa e tecnologia, além de possíveis investimentos que possam ser feitos na região. Dornbusch aproveitou também para dizer que a decisão está próxima de ser divulgada. “O anúncio será feito no final deste ano”, garantiu.A ideia da BMW de construir uma fábrica no Brasil começou em março de 2011, muito antes do anúncio do aumento do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) para veículos importados. “Antes disso já havia tido algumas conversas com a matriz sobre o tema. Em março, reunimos a ideia e em julho de 2011 apresentamos para o Governo Federal. Os trabalhos estavam avançados, com reuniões frequentes com os Estados interessados e com órgãos públicos, como o BNDES, por exemplo”, contou Henning.

Porém, com o repentino aumento do IPI para importados, anunciado em setembro, a BMW congelou o projeto. “O investimento é muito alto, ronda na casa de R$ 1 bilhão, e não temos um volume de vendas tão expressivo para que se justifique arriscar num momento tão volátil”, afirmou Dornbusch. Agora, com o anuncio do novo regime automotivo, que implantou regras mais claras (principalmente para novos investimentos no setor), a unidade fabril brasileira da BMW deve enfim sair do papel.

  • Fonte: Carsale /
  • Autor: Leonardo Faria /
  • Data: 06 junho 2012
COMPARTILHE
NAS REDES SOCIAIS

MAIS NOTÍCIAS