BLINDAGEM MAIS LEVE E MAIS BARATA JÁ É REALIDADE NO BRASIL

Líder mundial em blindagens de veículos civis, o Brasil tem hoje uma frota de 120 mil carros blindados, segundo a Associação Brasileira de Blindagem (Abrablin). Esse número é 445% maior que os 22 mil blindados em 2003, o que faz com que as empresas enxerguem oportunidades de desenvolvimento por aqui. A procura pelo serviço vem crescendo de 10% a 15% ao ano no Brasil.

“O objetivo da blindagem pode ser para se defender da abordagem oportunista e covarde, como é feita na maioria das vezes”, explica o gerente de produtos da DuPont, Allan Gorham.

Certificada pelo Ministério da Defesa, a blindagem Armura chega ao mercado com o propósito de estender a blindagem automotiva para uma parcela ainda maior da população e atender a demanda das pessoas por segurança. O produto se diferencia pelo baixo peso, de aproximadamente 90 quilos, e pelo seu sistema de instalação, mais prático quando comparado ao tradicional, que reflete no baixo impacto nos componentes do veículo e, consequentemente, no custo reduzido de manutenção. A empresa fez o teste de resistência da blindagem no 12º Batalhão de Infantaria (12 BI) do Exército, em Belo Horizonte.

Pesos e características
Lançado em 2008, DuPont Armura foi desenvolvido para atender a demanda do mercado brasileiro por sistemas de proteção balística mais acessíveis, principalmente contra a violência observada nos grandes centros urbanos do país. Atualmente, o produto está disponível para 24 modelos de automóveis cujos preços variam de R$ 21.950,00 (para carros mais simples, como Honda Fit) a R$ 37.500,00. Entre os diferenciais, destaque para:

*Cerca de 90 quilos de peso adicional, não prejudicando o desempenho do veículo e dos componentes propostos pelo fabricante.

*Instalação simples e rápida, realizada em até 15 dias úteis.

*Não provoca alterações significativas no consumo de combustível.

*Três anos de garantia

  • Fonte: PORTAL VRUM /
  • Autor: MARCELLO OLIVEIRA /
  • Data: 10 setembro 2014
COMPARTILHE
NAS REDES SOCIAIS

MAIS NOTÍCIAS